terça-feira, 16 de outubro de 2018

Blueberry visto por Blain e Sfar

BLUEBERRY Visto PoR BLAIN e SFAR

Após o brilhante Lucky Luke visto por Bonhomme, um novo projeto homenagem a uma série cult




Criado em 1963, por Jean-Michel Charlier e Jean Giraud, para a revista “Pilote”, Blueberry é um florão da história em quadrinhos francófona. Mas, após o falecimento de Giraud em 2012, a série não mais conheceu novidade.

Portanto, o tempo de uma aventura em dois álbuns, Christophe Blain (“Quai d’Orsay”, “Gus”) e Joann Sfar (“Le Chat du Rabbin”) associaram seu respectivo talento propondo sua própria interpretação de Blueberry.  Eles contam como um forasteiro (de origem alemã) - meio louco,  charlatão,  incontrolável, proprietário de um estranho autômato capaz de jogar xadrez - sozinho colocará em perigo uma paz frágil entre os índios e o exército americano. Nós vamos reencontrar Mike Steve Blueberry, mas também Jimmy Mc Clure, em uma história de uma só vez fascinante e crepuscular. Um Blueberry “visto por” dois autores que prestam uma homenagem, a seu modo, a esse western cult.

Nos encontraremos no fim do ano...




© Blain – Sfar – Dargaud 2018

Fonte: Dargaud Éditeur, 10/01/2018.


Afrânio Braga